CONTRAN revoga a exigibilidade da instalação de chip na placa Mercosul

O SINDLOC/BA informa que o Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN), por meio da   Resolução nº 741, de 17 de setembro de 2018, alterou a Resolução nº 729, de 06 de março de 2018, que estabelece sistema de Placas de Identificação de Veículos no padrão disposto na Resolução MERCOSUL do Grupo Mercado Comum nº 33/2014.

O previsto, inicialmente, era que a nova placa de identificação veicular (placa Mercosul) contivesse um chip onde seriam armazenados os dados do veículo. Contudo, o chip não será inserido no novo modelo de placa, uma vez que ainda não foi implementado o Sistema de Identificação Automática de Veículos (SINIAV), que consiste na identificação de veículos por radiofrequência. 

Assim, o código bidimensional, QR Code, inserido na placa Mercosul, será o responsável pelo fornecimento dos dados do veículo.
 
                                               Luís Cláudio Ventura da Silva
                                            Assessor Jurídico do SINDLOC/BA
 
Editorial, 28.MARÇO.2019 | Postado em Geral


  • 1
Exibindo 1 de 1